» Rio Azul

História

Os primeiros povoadores do território do atual município de Rio Azul, de origem e tradição portuguesa, foram Cláudio Amâncio de Oliveira, Domingos Soares de Ramos, Frederico Ferreira, Joaquim Correia Lopes, Joaquim Marinho e José Lourenço Cardoso, que ali chegaram por volta de 1885. 

O trabalho de desbravamento do sertão e penetração das matas, foi realizado por aqueles pioneiros que fundaram, na região, um povoado cuja primitiva denominação foi Roxo Roiz. 

Com a extensão dos trilhos da Estrada de Ferro São Paulo-Rio Grande do Sul, até a localidade, em dezembro de 1902 foi inaugurada a Estação Ferroviária que recebeu a mesma denominação do povoado de Roxo Roiz. 

A chegada da Estrada de Ferro proporcionou muitos benefícios à região: a agricultura, as indústrias extrativas da madeira e da erva-mate, e as atividades agrícolas e pastoris desenvolveram-se de maneira rápida e acentuada o que atraiu um leva extraordinária de novos habitantes ao povoado. 

Através do decreto nº 461, de 27 de novembro de 1907, foi criado um Distrito Policial, com a denominação de Cachoeira, com sede na estação de Roxo Roiz, no município de Irati. 

Por volta de 1908, chegaram à localidade colonos de nacionalidade polonesa e ucraniana, os quais fundaram no território do distrito, a Colônia Rio Azul. 

Em 1913, Roxo Roiz foi elevado à categoria de Distrito Judiciário, e, em 1918, passou a município. 

Mais tarde, o nome do município foi mudado para Marumby e, em 1929, o topônimo sofreu alteração, recebendo a denominação de Rio Azul.
 
Como a sede do município recebeu a denominação de Rio Azul, a colônia fundada em 1908 pelos imigrantes poloneses e ucranianos, passou a chamar-se “Barra do Rio Azul”. 
Em 1932, foi cassada a autonomia do município, sendo restabelecida em 1934. 

O topônimo adotado teve origem no rio do mesmo nome que banha o município. 
Gentílico: rio-azulense 

Formação Administrativa 

Distrito criado com a denominação de Roxo Roiz, pela lei estadual n.º 1351, de 17­04-1913, subordinado ao município de São João do Triunfo. 
Elevado à categoria de município com a denominação de Roxo Roiz, pela lei estadual n.º 1759, de 26-03-1918, desmembrado de São João do Triunfo. Sede no antigo distrito de Roxo Roiz. Constituído do distrito sede. Instalado em 14-07-1918. 
Pela lei estadual n.º 2645, de 10-04-1929, o município de Roxo Roiz passou a denominar-se Rio Azul. 
Pela lei n.º 1918, de 1932, o município perdeu a categoria de município, sendo seu território anexado ao município de Malet. 
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito figura no município de Malet. 
Pelo decreto n.º 193, de 31-01-1934, o município é restabelecido, desmembrado de Malet, conservando o mesmo território. 
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído do distrito sede. 
Pelo decreto-lei estadual n.º 7573, de 20-10-1938, adquiriu o distrito de Soares, do município de São Mateus. 
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 2 distritos: Rio Azul e Soares. 
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Rio Azul e Soares. 
Pela lei estadual n.º 7518, de 05-11-1981, é extinto o distrito de Soares. 
Em divisão territorial datada de 1-VII-1983 (suplemento), o município é constituído do distrito sede. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 14-V-2001. 
Alteração Toponímica Municipal: 
Roxo Roiz para Rio Azul alterado, pela lei estadual n.º 2645, de 14-04-1929.

Fonte: IBGE